Praias com Piscinas Naturais: O que são e onde há no Brasil

Não há nada melhor do que tirar férias da cidade com todo o seu concreto curtindo o mar, principalmente se for no verão, não é mesmo?

Mas e se o seu destino fossem praias com piscinas naturais? 

O que é que você acha dessa ideia?

Para quem já conhece é irresistível não voltar a visitá-las nas viagens seguintes. Bate até aquela vontade de investir em um imóvel na praia, só para estar mais próximo desses lugares paradisíacos. 

Está certo que as praias badaladas têm todo o seu glamour, mas se você ainda não foi até uma das praias com piscinas naturais, realmente não sabe o que está perdendo.

O Que São Praias com Piscinas Naturais?

  • Porto de Galinhas – Pernambuco
  • Ilha Grande – Rio de Janeiro
  • Lagoa Verde – Ilha Grande
  • Lagoa Azul – Ilha Grande
  • Piscina do Cachadaço – Trindade/Paraty
  • Prainha da Barra da Lagoa – Florianópolis
  • Ilha do Campeche – Florianópolis
  • Praia da Lagoinha – Bombinhas
  • Praia da Sepultura – Bombinhas
  • Praia do Ribeiro – Bombinhas

Praias com Piscinas Naturais são aquelas onde há uma reserva de algas, demais plantas aquáticas, peixes, outros animais marinhos, e microrganismos aquáticos, os quais não conseguimos ver a olho nu, responsáveis pela função que um filtro tem em uma piscina comum de uma casa, por exemplo. 

Ou seja, todos esses seres vivos, juntos, cooperam para a existência do que chamamos de Piscina Natural, ou ainda, Praia Natural. 

É comum que haja nessas praias a prática de snorkel. 

A transparência da água do mar também é um dos grandes atrativos nessas praias. Por isso, há quem diga que aqui mesmo no Brasil é um dos melhores lugares para se morar no mundo, visto que temos réplicas do mar do Caribe espalhadas por toda nossa costa.

E não é só isso!

O litoral sul oferece um clima super agradável, e quem pensa que só há ondas de calor sem fim no nordeste brasileiro, está muito enganado. Por lá as correntes de vento são muito prazerosas, e muito presentes.

As grandes pedras da serra que circundam as praias com piscinas naturais são chamadas de costões. São rochas que compõem praticamente toda a costa do Brasil, e é entre esses rochedos que se encontram a grande maioria das piscinas naturais, pois é comum que sempre haja uma trilha para poder acessar as praias paradisíacas.

Essas rochas são magmáticas, ou seja, se formaram em um momento em que a lava abaixo ou na superfície da crosta terrestre estava em estado de erupção vulcânica e, com o resfriamento do clima, se solidificou. 

Ou seja, a serra brasileira, assim como os costões que escondem as mais diversas paradisíacas praias com piscinas naturais se formaram há muito tempo. 

Quem pode praticar snorkel 

Para os “marinheiros de primeira viagem”, o nome snorkel pode assustar, e a pessoa acaba pensando que é necessário algum curso de mergulho específico para realizá-lo.

É claro que algumas instruções devem ser seguidas para que você não acabe engolindo água, mas a atividade é bem simples.

Trata-se de uma prática de mergulho de superfície, em que você não utilizará um cilindro de oxigênio, tampouco uma roupa apropriada para mergulho, como se faz em regiões mais profundas do mar. 

O snorkel é uma máscara fácil de ser encontrada em lojas de departamento que vendem artigos esportivos, com ela é possível ver por debaixo da água e, nela, há um tubo que funciona como respirador, regulável conforme o modelo.

Alguns modelos têm uma válvula para drenar a água e cortar ondas, assim evitando que entre água dentro do tubo.

Dessa forma, o snorkel pode ser praticado tanto por adultos, quanto por crianças com mais de 4 anos.

+ Leia Mais

Praias Com Piscinas Naturais no Brasil

Porto de Galinhas – Pernambuco

Eis um destino para ninguém botar defeito. Se vai para o Recife, dê um jeitinho de visitar também as praias com piscinas naturais de Porto de Galinhas que estão ali pertinho.

Aproveite para fazer uma grande descoberta em um passeio de carro: a Costa dos Corais. Você encontrará no meio do seu caminho um “mar” sem fim de praias paradisíacas.

Pela Costa dos Corais, você também acessa Maragogi – Alagoas, pois a região une os dois estados. 

O percurso faz parte de uma Zona de Proteção Ambiental, a APA, com início na foz do rio Formoso, em Tamandaré – Pernambuco, seguindo até o rio Meirim, em Maceió – Alagoas. 

E que tal já ir fazendo paradas no caminho?  

Aproveite para contemplar as paradisíacas praias de Maragogi. Você pode petiscar alguma coisa na praia, ou até mesmo dar um tempo por lá. 

Portanto, saia bem cedo de casa para fazer o seu passeio.  

Você também tem que conhecer a praia dos Carneiros. Com uma igrejinha que fica bem de frente para o mar. 

O que você sente estando lá é que faz parte de um roteiro de cinema, daqueles filmes em que os lugares são fantásticos e não existem na vida real.

É claro que não precisa dizer que as águas são cristalinas, não é mesmo?

Ilha Grande – Rio de Janeiro

Lagoa Verde – Ilha Grande

O nome Lagoa Verde se deve aos corais esverdeados, um dos únicos no mundo. O mar é de pouca profundidade e as águas são transparentes e calmas.

Para visitar a Ilha Grande, é preciso chegar à cidade de Angra dos Reis e alugar um barco ou utilizar a barca que tem horários específicos de saída para a ilha.

A praia que recepciona os turistas é a Vila do Abraão, simples, mas com recursos, como pousadas e restaurantes.

O lugar é mais procurado por turistas estrangeiros do que brasileiros.

É importante avisar que só embarcam para a ilha pessoas. Nada de carro. 

Ou seja, nos dias em que você estiver na Ilha Grande você se locomoverá apenas com suas perninhas, por meio de trilhas, ou por escunas, lanchas e outros tipos de barcos.

Após sua chegada à Vila do Abraão, você fará um dos passeios de escuna que inclui a Lagoa Verde. Esse é o acesso mais fácil ao paraíso cor de esmeralda.

Ao chegar na Lagoa Verde, as escunas oferecem macarrões aos passageiros para que possam pular no mar, boiar e nadar. 

Leve seu snorkel, pois há muitos animais marinhos para serem apreciados, além do recife de coral.

Lagoa Azul – Ilha Grande 

Das praias com piscinas naturais na Ilha Grande, a Lagoa Azul recebe esse nome porque a cor é predominante, e por causa do famoso filme dos anos 80. 

Localizada em uma região que fica mais próxima ao continente, está entre duas ilhotas em uma região histórica de Freguesia de Santanna.

A Lagoa complementa geograficamente a Ilha dos Macacos, e assim como na Lagoa Verde, para chegar até lá é preciso agendar um passeio de escuna.

Também há a opção de trilha. 

Lá, você receberá macarrões para boiar e nadar, mas o snorkel precisa ser levado ou adquirido na Vila do Abraão. 

Não deixe para comprar o seu snorkel na Vila do Abraão, principalmente se o período for de alta temporada. Você pode acabar ficando sem ver seus peixinhos.     

Piscina do Cachadaço – Trindade/Paraty – Rio de Janeiro

O acesso à Piscina do Cachadaço é por meio de uma trilha partindo da Praia do Meio até a Praia do Cachadaço. Em seguida, você deverá fazer mais uma trilha, essa é a que levará até a piscina natural. 

O percurso tem duração aproximada de 30 minutos. O aluguel de barcos com partida da Praia dos Ranchos ou da Praia do Meio também é uma opção para quem não gosta de trilhas.

A sua formação é por uma área de mar protegida por grandes pedras, e grande parte da sua profundidade não passa mais do que um metro. 

O snorkel é indispensável!

Caso queira fazer um mergulho de maior profundidade, a barreira de pedras precisará ser ultrapassada. 

Por ser um local muito visitado, evite conhecê-lo nos finais de semana ou feriados prolongados. A faixa de areia é curta e os pertences acabam tendo que ficar nas pedras, correndo o risco de serem levados pela água. 

Prainha da Barra da Lagoa – Florianópolis – Santa Catarina 

Um paraíso localizado no litoral sul do Brasil que você precisa conhecer. A praia fica ao Leste da ilha, muito visitada pelos turistas que amam apreciar a natureza e, é claro, queridíssima pelos seus moradores.

Se você gosta de tainha, esse é o local para bater um bom papo com os pescadores e fazer uma boa compra de peixes fresquinhos, que acabaram de sair do mar. 

E mais, há quebra de ondas ideais para quem está a fim de praticar surfe. 

Como as águas também são transparentes, o snorkel é muito praticado. Só é preciso tomar cuidado com a correnteza e com as embarcações.

Lembre-se de que você está no litoral sul, então você acredita que no inverno é possível ver alguns pinguins passeando por ali?

Mais ao lado você encontrará a Prainha da Barra, levando apenas 5 minutinhos de caminhada para acessar o local. 

Bem ao lado da Prainha da Barra você pode, enfim, desfrutar das Piscinas Naturais da Barra da Lagoa.

Aproveite!

Ilha do Campeche – Florianópolis – Santa Catarina

Em 2000, o IPHAN – Instituto Histórico e Artístico Nacional, tombou como Patrimônio Arqueológico e Paisagístico Nacional a Ilha do Campeche. 

Há no local inscrições rupestres datadas desde 3.500 a.C., portanto a ilha é também um importante sítio arqueológico.

Para acessar as piscinas naturais, é necessário alugar um passeio de barco, com saídas das praias da Armação, da Barra da Lagoa, ou da praia do Campeche. 

É importante seguir todas as instruções fornecidas pelos instrutores ao chegar na ilha, como não alimentar os quatis, não retirar plantas locais, ou descartar lixo em locais inadequados sujando a praia.

Devido ao recife de coral cor de esmeralda, a piscina natural é uma das que levam o nome de Caribe brasileiro.

Não deixe de fazer esse passeio!    

Praia da Lagoinha – Bombinhas – Santa Catarina 

A praia da Lagoinha em Santa Catarina tem águas cristalinas, ótima para o snorkel e para as crianças brincarem devido ao mar calmo.

Fica próxima à região central de Bombinhas, o que leva os turistas a deixarem essa piscina natural como último destino a ser visitado, assim podem parar e fazer um lanche da tarde antes de irem embora para Balneário Camboriú.

É muito comum que os visitantes de Bombinhas estejam hospedados em Balneário Camboriú, Itapema e Itajaí, mas há várias opções também na própria cidade de Bombinhas para quem estiver mais a fim de curtir as praias com piscinas naturais por mais tempo. 

Praia da Sepultura – Bombinhas – Santa Catarina

A praia da Sepultura em Santa Catarina é muito procurada por mergulhadores com equipamentos mais complexos, como cilindros de oxigênio, a fim de ir mais a fundo no mar. 

Entretanto, toda a família é bem-vinda, como as crianças com snorkel, pois assim como as outras praias de que falamos, a da Sepultura também tem águas cristalinas, transparente, com vários peixinhos coloridos esperando por você.

Há também na praia uma trilha que dá acesso a uma piscina natural entre os rochedos, fora do mar. 

Você terá que pegar a Trilha da Praia da Sepultura. O seu acesso não é difícil, mas leva cerca de 20 minutos de caminhada. 

Ou seja, na praia da Sepultura você tem duas opções de piscinas naturais: na praia e entre as rochas. 

Não é demais? 

Praia do Ribeiro – Bombinhas – Santa Catarina

Acessível apenas por trilha, mas de fácil acesso, a praia é querida pelos turistas e moradores do bairro de Bombas por ser deserta e oferecer um belo pôr do sol, que como se bem sabe, é excelente para a saúde.

Muitos visitantes de Bombinhas deixam de conhecer o local por causa da trilha, mas garantimos que ela é curtinha, não oferece riscos e leva apenas de 5 a 7 minutinhos. 

As águas são cristalinas, há tartarugas marinhas nadando no mar, e por ser uma praia deserta, é um lugar ideal para casais ou para relaxar. 

As praias com piscinas naturais do Brasil são muitas, pois nossa costa é rica tanto no que diz respeito à mata atlântica, quanto à biodiversidade marinha.

Uma vida junto ao mar acalma a alma e torna mais sereno o coração.

Já pensou em ter uma vida pertinho do mar?

Às vezes as condições estão mais próximas do que você imagina.

Cientistas já afirmaram que aqueles que vivem no litoral têm uma vida melhor, você sabia disso?

Então acompanhe os posts de nosso blog e veja as novidades que sempre estamos preparando para você sobre o litoral norte de Santa Catarina.

Um grande abraço e até mais! 

 

Voltar para o Blog