Automação Residencial: Saiba o que é e por que adotá-la

A automação Residencial é um tópico em bastante destaque. Afinal de contas, quem não quer um imóvel que faz tudo sozinho, não é verdade?

Em resumo, mesmo se tratando das tecnologias mais sofisticadas do mercado, o controlador é simples e intuitivo, permitindo que qualquer pessoa o use sem problemas.

Assim, não existe uma faixa-etária privilegiada aqui, e até mesmo os mais velhos se beneficiam (bastante).

A ideia surgiu devido aos desenvolvimentos em IoT, sigla para Internet of Things. O objetivo é unir vários dispositivos através da internet e fazê-los trabalhar juntos para um propósito comum.

Embora isso já fosse empregado nas indústrias, aplicar essa tecnologia para o conforto só surgiu nos últimos anos.

Esse conceito é muito promissor: são lançados novos recursos todos os anos. Além disso, com a evolução da Inteligência Artificial, ninguém sabe quais são os limites para a automação.

Aproveite para aprender um pouco sobre o tema!

O que é automação Residencial?

A automação residencial surgiu com um objetivo claro: liberar o morador de tarefas repetitivas e monótonas.

Porém, vale lembrar que, quando levado ao pé da letra, esse conceito já é usado há muitos anos em edifícios. Um exemplo disso são os detectores de fumaça.

Assim, ao invés de o morador ver o fogo e/ou sentir o cheiro de queimado para ativar um mecanismo de proteção contra incêndios, um dispositivo faz isso de maneira automática, isentando os moradores do prédio.

Note que o exemplo acima é de um sistema de automação arcaico. Nos dias de hoje, a tecnologia está muito mais avançada, e as possibilidades de automação são quase infinitas.

O controle do apartamento, na maioria dos sistemas de automação, é feito através de um tablet. Nele, existem vários botões com diversas funcionalidades, dando muita liberdade para o morador.

Além disso, o morador pode programar o sistema do apartamento de acordo com alguns padrões. Assim, ao invés de ajustar uma a uma todas as opções de acordo com sua vontade, basta utilizar a configuração previamente estabelecida.

Por fim, a automação residencial, se munida de inteligência artificial (ou mecanismos equivalentes), colabora para a redução de desperdícios tanto de água quanto de eletricidade.

Quais os benefícios da automação residencial?

Agora que você já conhece alguns benefícios da automação residencial, vamos apresentar, em detalhes, as vantagens principais.

No entanto, vale lembrar que não são todos os sistemas de automação que possuem todos esses recursos. Assim, se estiver pensando em se mudar para um apartamento com automação, ou contratar uma empresa especializada, peça por mais informações sobre os detalhes do mecanismo.

Portanto, os benefícios listados representam o que você pode conseguir com a automação, levando-se em conta os serviços oferecidos no Brasil.

Benefícios oferecidos por empresas do exterior — naturalmente muito mais avançadas que as brasileiras — não entraram na lista.

Maior segurança

A segurança é um dos pontos principais da automação, mesmo quando estamos falando de apartamentos.

O motivo disso é que o conceito de segurança não se restringe a apenas evitar furtos e assaltos, mas, para muito além disso, prezar pela segurança física, mental e material dos indivíduos.

Assim, há uma gama de aplicações desse tipo nos apartamentos, e detectar perigos é a mais usada. O sistema de automação pode, por exemplo, identificar um vazamento de gás no apartamento — algo que mecanismos convencionais não conseguem.

Além disso, indivíduos com necessidades especiais se beneficiam muito desse serviço. Uma inteligência artificial pode facilmente identificar um idoso que acabou de sofrer uma queda, e ligar para a emergência rapidamente.

No entanto, câmeras não ornam com privacidade, não é verdade? Nesse caso, comandos de voz podem ser empregados para auxiliar o idoso na hora da ligação.

Por fim, mesmo que seja uma atividade rara, sistemas de biometria ajudam a evitar a invasão do apartamento. Quanto mais segurança, melhor!

Mais conforto em seu lar

Como foi comentado lá no início do texto, o objetivo da automação residencial é o conforto. E isso é feito com bastante maestria!

Em um plano de automação completo, o morador tem a liberdade de escolher muitas opções relacionadas ao apartamento. Só para exemplificar, a intensidade das luzes, assim como a distribuição dela no imóvel, são perfeitamente maleáveis.

Além disso, o controle da temperatura ambiente também pode ser modulado, assim como as janelas e persianas.

Ou seja, o morador não precisa ir de um lado para o outro no imóvel para ajustar esses itens: apertar um ou dois botões já resolve o problema.

Isso tem um poder enorme após um dia agitado no trabalho!

Promove economia de energia

Como todos os processos que acontecem dentro de seu apartamento estão na palma de sua mão (literalmente), é possível ajustar os mecanismos para gastar o mínimo de energia possível.

Aliás, sistemas mais avançados já incluem modo de operação no estilo stand by, e até maneiras de detectar se algo foi deixado ligado por acidente.

Assim, se você sair apressado do apartamento, mas esquecer o ar-condicionado ligado, ele será desativado para você.

Fora isso, uma inteligência artificial pode ajudar a otimizar o consumo de energia elétrica. Isso é feito pelo controle de energia que é entregue para cada aparelho.

Configurações adaptadas ao seu desejo

Vamos supor que, após um dia de trabalho duro, você queira aproveitar um filme em família. Mas, ao invés de ir até um cinema, vocês combinam de assistir em casa mesmo — afinal, há todos os elementos de um cinema em seu apartamento.

No entanto, a saga começa logo ao chegar em casa: Mexe em um conjunto de interruptores para ajustar a luz; corre para ajustar a telona e o projetor; configura o ar-condicionado para a melhor temperatura… quando você olha para o relógio, já está quase na hora de dormir!

Em um apartamento com automação, você só precisa ajustar uma vez e salvar a configuração no sistema. Assim, ao chegar em casa, basta selecionar o conjunto de configurações e aproveitar um filme em família.

Muito mais prático e rápido, não é verdade?

Quais elementos podem ser automatizados em seu apartamento?

Com o avanço das tecnologias IoT, cada vez mais elementos dentro dos lares foram automatizados. No início, havia apenas os sistemas mecânicos e/ou químicos mais simples; porém, hoje temos máquinas que pensam (quase) como seres humanos.

É claro que não estamos falando de mecanismos iguais aos encontrados na série Black Mirror, da Netflix. Mas eles conseguem entregar ótimos resultados no dia a dia.

Veja mais detalhes.

Iluminação 

A iluminação é crítica para a sensação de conforto no lar. Aliás, profissionais de arquitetura e decoração de interiores prezam bastante pela qualidade da iluminação e, a depender do momento do dia, ela deve ser modulada.

Para que essa modulação ocorra de forma eficiente, é importante que vários focos de luz estejam espalhados pelos cômodos, assim como o uso de lâmpadas diferentes.

Além disso, controlar a quantidade de energia que alimenta as lâmpadas é muito interessante, dado que aumenta a quantidade de combinação de iluminação.

Com todos esses pontos satisfeitos, a automação, além de mais precisa, também se torna mais flexível.

Sistema de som

O sistema de som faz toda a diferença na hora de assistir TV. No caso, quando vamos assistir um filme de ação, por exemplo, contar com um som surround proporciona uma experiência mais agradável.

No entanto, o mesmo sistema de som pode não ser interessante na hora de checar as notícias do dia. 

A automação residencial ajuda na hora de controlar a qualidade sonora de forma rápida e simples.

Sistema de irrigação (caso haja)

Muitos apartamentos contam com pequenos jardins em seu interior. Em outros casos, há plantas espalhadas pelo imóvel, o que confere um clima mais agradável ao ambiente.

No entanto, seres vivos precisam de alimento e água para se manterem… vivos, e esquecer de tratar das plantas um ou dois pode ser o suficiente para matá-las.

Como a irrigação é a parte mais importante, é comum que sistemas de automação contem com esse recurso.

Aparelhos de segurança

A automação residencial permite que você tenha total controle sobre os sistemas de segurança do imóvel. Assim, você garante à sua família mais proteção, além da comodidade.

Um recurso interessante é a comunicação direta com a polícia. Em uma situação de emergência, você pode contactar as autoridades com um simples comando de voz, garantindo socorro quase imediato.

Além disso, sensores de calor e fumaça podem alertá-lo quanto a algo de errado no imóvel. Isso pode ser a diferença entre a vida e a morte, em caso de incêndio no edifício.

Bom fim, um aparelho de biometria, aliado à uma tranca poderosa impede qualquer tentativa de invasão de seu apartamento.

Cortinas e janelas

Automatizar as cortinas e janelas é algo bastante interessante. A razão disso é que, pelo uso de sensores de luz, a inteligência do apartamento pode ajustar a abertura das janelas, assim como fechar as persianas. 

O controle desses dispositivos, aliado aos demais descritos nesta seção, torna a automação residencial algo extremamente confortável para a família toda.

Temperatura ambiente

Em algumas cidades, a temperatura pode oscilar bastante ao longo dia. Dessa forma, encontramos valores na casa dos 20ºC de manhã, 40ºC durante a tarde e quase 10º de noite.

Essas oscilações bruscas ocorrem devido a diversos fatores locais, e fazem muito mal à nossa saúde.

Para evitar seus efeitos maléficos, é possível fazer com que o ar-condicionado de seu apartamento acompanhe as oscilações. Por meio de um sensor e uma temperatura alvo, ele realiza ajustes automáticos ao longo do dia.

Outra aplicação da automação é o acionamento de longo alcance. Como os comandos são enviados pela internet, você pode ajustar o ar-condicionado ao sair do trabalho — e encontrar um ambiente geladinho quando chegar em casa.

Quais são os principais elementos em um projeto de automação residencial apartamentos?

  • Um dos itens de extrema importância é considerar a estética em um projeto de automação residencial. É importante, portanto, que os mecanismos estejam escondidos, assim como atuem de forma silenciosa. 
  • A automação precisa ser simples para que pessoas de qualquer idade possam fazer uso dela. Isso ganha ainda mais importância quando idosos e/ou crianças moram no apartamento automatizado. 
  • É vital que haja diversos focos de luz ao longo do imóvel. Caso contrário, o controle da iluminação ficará limitado à iluminação existente, e pode não entregar a qualidade pretendida pelo morador. 
  • O foco da automação é o entretenimento. Ou seja, a maioria dos sistemas foi projetado para trazer tranquilidade e relaxamento. Portanto, um projeto de automação precisa contar com serviços de streaming de vídeo, ótimos aparelhos televisores, poltronas confortáveis e até qualidade sonora impecável. 
  • É muito importante priorizar a segurança dos moradores do apartamento. Então, detectores de fumaça, vazamento de gás e temperaturas elevadas devem fazer parte do sistema. Além disso, mecanismos de ligação rápida para as autoridades também precisam ser instalados. 
  • A integração com inteligência artificial é algo bastante recomendado. Assim, usar o Google Assistente ou a Alexa pode ampliar ainda mais o conforto do lar.

Quanto custa um projeto de automação residencial?

O preço de um projeto de automação residencial é bastante variável. O valor depende, em suma, da empresa contratada, dos itens escolhidos, da tecnologia empregada e muitos outros fatores.

Em geral, uma automação básica, contendo apenas alguns elementos e um dispositivo controlador simples, fica na faixa de R$ 5 mil a R$ 10 mil.

Um projeto mais robusto, tornando a casa realmente uma “smart”, pode custar entre R$ 20 mil e R$ 50 mil. Note que estamos falando de valores praticados no Brasil, portanto, com as tecnologias usadas aqui.

Contratar uma empresa de automação estrangeira, a qual vai empregar as melhores tecnologias disponíveis, pode custar mais de R$ 100 mil. Vale lembrar, ainda, que o preço depende da cotação do dólar no momento de adquirir o serviço.

Mesmo sendo uma tecnologia cara, é importante pensar na automação como um investimento. De fato, ela ajuda a valorizar ainda mais seu apartamento e, no fundo, o dinheiro é recuperado pelos benefícios e/ou na venda do imóvel.

Gostou das informações contidas neste conteúdo? Não deixe de compartilhar!

Simplifique a sua busca, assista o vídeo e encomende seu imóvel!

O jeito mais fácil de encontrar o seu imóvel em Balneário Camboriú e Praia Brava.